Transporte de Magé: enquanto isso…

Moto Combo

Ainda tem um lugarzinho ali na frente pro passe livre.
Anúncios

Heavy Metal

Eu adoro música! Principalmente Heavy Metal e suas vertentes! E por isso quero divulgar que no próximo dia 04, domingo, na Fundição Progresso na Lapa, acontecerá o show da banda alemã Blind Guardian, pra quem curte metal ou é fã das histórias de JRR Tolkien (o cara que escreveu o Senhor dos Anéis) a noite promete ser inesquecível.

Para acessar a programação da Fundição Progresso e mais detalhes sobre preço de ingressos clique aqui.

Fiquem agora com duas belas canções da banda.

Mirror Mirror

The Bard’s Song

Obs: Sei que vc deve estar se perguntando, mas o que isso tem a ver com Magé?

Simples, quer um bom motivo pra você ir no show do Blind Guardian? Lá vai, a Núbia não estará lá!

O futuro imita o passado

Crise financeira, imoralidades, capitalismo selvagem, revoltas que se espalham por todo o globo, Países africanos, Grécia, Portugal, França e agora Londres… Esse blog tem sido enfático ao afirmar que o mundo vive a crise do capital, as pessoas estão revoltadas com a instituição de um novo regime fascista que a tal globalização está impondo.

PARABÉNS PARA TV CULTURA, SÃO DE MÍDIAS ASSIM QUE O BRASIL PRECISA

Quando veríamos uma matéria dessas no Jornal Nacional? NUNCA!!!

Núbia vai se aposentar

Renegada pela prefeitura, Núbia Cozzolino diz que vai se aposentar

Rio – Núbia Cozzolino quer se aposentar. A prefeita interina de Magé anunciou nesta quarta-feira o desejo após perder o mandato. Núbia é professora da Rede Estadual de ensino e estava emprestada à prefeitura.

No entanto, o novo prefeito do município, Nestor Vidal (PMDB), afirmou que não quer mais a servidora nas escolas municipais de Magé. Por sua vez, Núbia não quer voltar à Rede Estadual e garantiu ter tempo suficiente para se aposentar.

Núbia Cozzolino foi afastada do cargo em 2009 e atualmente está impedida de entrar na prefeitura por decisão judicial.

O Dia on line

Comentário do Blog: Leitores, quero deixar claro que mesmo aposentada, Núbia nunca deixará de ser zoada por este blog!!!

Núbia rules!

Núbia forever!!!!

Aqui a gente veste a camisa!!!!

Mais da crise…

Os adeptos do swing até que se empolgaram com o tal “troca-troca” de ministros, e também a mídia juntamente com a tal oposição (leia-se PSDB e DEM) a quem apóia se regozijaram. O primeiro caso muito noticiado foi o de Palocci, o ex-chefe da Casa Civil, que, segundo consta, aumentou em 20 vezes seu patrimônio em 4 anos por conta da “Projeto”, sua empresa de consultoria. Foi assunto para quase 1 mês inteiro, era capa de todas as publicações editoriais, sites e principal assunto em todos os telejornais. Torrou o saco de todos nós!!!! A mesma mídia, porém, não agiu da mesma forma na hora de investigar o enriquecimento de ex-ministros de FHC ou de agiotas financeiros, como o Daniel Dantas, ou José Roberto Arruda que seria o vice de Serra antes de toda aquela merda, por exemplo, pautando tão somente na agenda política da tal “oposição”. Ou seja, a mídia descaradamente “queimou” o governo e exaltou, sem motivo algum, a “oposição”. Não fora apresentado nenhum outro projeto político, ou sequer uma análise sobre o caso de Palocci que apontasse para uma nova saída mais ética na hora de fazer política. A única manifestação que a mídia fez em todos os seus veículos foi: “Caso Palocci reabre discussão sobre lobby”, tais reportagens sugeriam que o lobby fosse regulamentado. Sim, tão somente isso. Leia clicando aqui um exemplo. Basta regulamentar e algo que era tido como imoral se torna legal. Mas eu pergunto, deixou de ser imoral???

O caso Palocci mostra que a mídia e a oposição apenas querem manchar o governo. Sem projeto, sem discurso apelam para uma falsa moralidade e não enxergam o próprio umbigo, haja vista que ambas são mais sujas que pau de galinheiro. Tomar como solução, e solução única (pois nenhuma outra fora apontada durante aqueles dias) a legalização do LOBBY é ser no mínimo irracional. Explico: as empresas organizam lobbies como forma de se aproximar do poder, em um primeiro momento, e para interferir e ingerir, num segundo momento. Mas o papel principal do lobby para as empresas é  organizar os grupos de interesses de tal forma que o legislativo ou governo atenda às suas reivindicações. Pensem, o Estado seria o único agente regulador capaz de olhar por todos sem distinção entre rico e pobre, preto ou branco, azul ou rosa, o único ser que deveria visar o bem comum e não apenas de seus “consumidores” como fazem as empresas inconsequentes, dando um “foda-se” para todo o resto. Se o Estado puder ser comprado, porque é essa a palavra que devemos usar para o lobby, decretemos então a Anarquia, é melhor abolirmos o Estado de vez. Imagina as empresas agindo na forma  como o governo deve tomar suas decisões? Poderiam privilegiar alguns consumidores, explorar outros, aumentando todos os índices de desigualdades que já são catastróficos em nosso país. Imaginem mais, a Educação privada poderia por fim na educação pública, por exemplo. Claro que estou exagerando ao dizer “por fim”. Mas é notório que no mínimo é imoral um negócio como esse. Quero deixar claro que isso acontece com o governo nos tempos de hoje, todavia se chegarmos ao ponto de legalizarmos algo tão asqueroso, esteríamos dificultando ainda mais as pessoas de enxergarem a imoralidade por trás de todo esse esquema. Imaginem comigo agora o seguinte: uma empresa da família Cozzolino fazendo Lobby! Imaginou??? Que merda, né!?

Porém o lobby faz sentido se tomarmos como bandeira o neliberalismo tão defendido por governo, oposição e mídia. O mais legal é que antes de todo o “escândalo”, Palocci sempre foi o homem de confiança do deus-mercado e dos barões da mídia e inegavelmente também um político pragmático, centralizador e adepto da ortodoxia neoliberal. E as consequências??? Mais imoralidades!!! Como postei aqui no dia 23/08 (clique aqui para ler), todos esses escândalos com Ministros e toda crise economica mundial são reflexos do modo neliberal de se pensar o mundo, utilizando o discurso único, a globalização, para legitimá-lo como verdadeiro e única solução possível para os tempos de hoje, um tremendo engano que vai contra a história da humanidade que sempre mostrou embate de ideias e diversas possibilidades.

Para terminar queria apresentar para vocês a opinião de José Saramago sobre o neoliberalismo. Segundo o escritor, “Contra o neoliberalismo, consciência”, na época (antes de 2004) os reacionários não conseguiam enxergar a tempestade que estava por vir e iludidos em seus próprios egos, não enxergavam um palmo a sua frente, porém o início do século XXI já apontava uma crise moral, e se antes as palavras de Saramago foram necessárias, hoje podemos dizer que são urgentes. Pouco depois deste discurso (os leitores podem conferir abaixo), Saramago publicou Ensaio sobre a Lucidez, um título que faz muito sentido e indispensável para nossos tempos.